Conecte conosco

Oi, o que você está procurando?

Política

Você conhece Rodrigo Pacheco?

O Presidente do Senado Federal tem uma biografia contraditória e, agora, mostra sua verdadeira face.

Rodrigo Otávio Soares Pacheco, filiado ao partido Democratas, hoje, Senador por Minas Gerais, é o atual Presidente do Senado Federal do Brasil e do Congresso Nacional do Brasil. Advogado com uma carreira marcada por frequentar tribunais em defesa de réus. São inúmeras suas atuações em crimes variados de homicídio e corrupção. No mensalão, maior escândalo de compra de votos, defendeu o ex-diretor do Banco Rural, Vinícius Samarane. Trata-se de um milionário com 22 milhões de patrimônio declarado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

 

Em 2016, quando foi candidato a prefeito de Belo Horizonte, não chegou ao segundo turno; terminou em terceiro lugar com apenas 10% dos votos. Anos depois, conseguiu eleger-se Senador pelo estado. Na posição de candidato a presidente do Senado, embora com muitas máculas em sua biografia, ganhou a confiança de muitos brasileiros com promessas de melhoras. Em seu discurso, prometeu representar os mineiros e afirmou que trataria com minuciosidade respeitosa seu estado.

 

Pouco tempo depois de eleito Presidente do Senado, Pacheco fechou todas as suas redes sociais e não só os mineiros, mas qualquer brasileiro que questione atitudes do Senador, é bloqueado de suas contas.

 

Há algum tempo, quando o voto impresso e auditável estava nos holofotes de ser pautado, Pacheco manifestou-se dizendo ser totalmente à favor do atual sistema de votação. Mostrou pouco interesse em escutar os brasileiros no desejo de eleições mais transparentes.

“Renovo minha confiança no TSE, na Justiça Eleitoral brasileira. E que tenhamos a normalidade no processo eleitoral de 2022, pilar que é da democracia e do Estado de Direito”.

O argumento pragmático e sem embasamento técnico mostrou que o Presidente do Senado não tinha atitudes convincentes com as de um Senador que trabalha em favor do povo.

Muito chamativo é o fato de Pacheco ser proprietário de um escritório de advocacia. O que é fortemente criticado como conflito de interesses em suas ações e os negócios de sua família. Ficando isso evidente em duas iniciativas legislativas, uma na Câmara dos Deputados e outra no Senado, caso em que atuou para defender interesses de empresas do transporte rodoviário interestadual de passageiros, vinculado as companhias do ramo, a Viação Real e a Santa Rita, administrações do pai de Pacheco.

Nas últimas semanas, Pacheco surpreendeu os brasileiros. São incontáveis os atos do Supremo Tribunal Federal (STF), principalmente na pessoa do ministro Alexandre de Moraes que atacam a democracia e os preceitos de liberdade. Depois de um processo de impeachement feito pelo presidente Bolsonaro, Pacheco seguiu parecer da Advocacia-Geral da Casa, afirmando que não existe “justa causa” para continuar o processo. O presidente Bolsonaro (sem partido), lamentou: “há também um lado político de uma oportunidade dada para que possamos restabelecer as boas relações entre os Poderes”.

 

Rodrigo Pacheco, em sua posição, é a única pessoa capaz de prosseguir o processo e tranquilizar os brasileiros. Permaneceu contrário a algo de suma importância para que a democracia caminhe normalmente.

O Senado Federal conta, hoje, com mais de 10 processos contra Ministros do Supremo Tribunal Federal. Sendo que os anteriores foram arquivados. Pacheco é presidente de uma das casas do povo, mas não escuta os brasileiros. Desde o início de seu mandato, a distância entre o Povo e os Poderes só aumenta.

2 Comentários

2 Comments

  1. Wagner Dutra Guedes

    6 de setembro de 2021 em 09:07

    Mais uma vez estamos sem um representante de peso para MG. Votei nesse senhor a pedido de um amigo que dizia conhecê-lo e dizer que era de boa índole. Infelizmente fui enganado mais uma vez.

  2. Creso

    6 de setembro de 2021 em 07:12

    Sem opção tive que votar nesse traste para não votar na esticadora de vento Dilma Carabina. Troquei 6 por meia dúzia

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Religião

A morte de João Batista abalou Nosso Senhor, que naquele dia quis ficar só, precisou de uma pausa. Tão conhecido no evangelho é a...

Gerais

Via: dayly caller com tradução de Maria Fernanda Senna Mais da metade dos americanos acredita que o presidente Joe Biden não é “mentalmente aguçado”...

Gerais

Via: terra Brasil O piloto de moto espanhol Dean Berta Viñales, 15 anos, morreu neste sábado (25) após um grave acidente durante a corrida...

Coluna

Via: national review com tradução de Maria Fernanda Senna Bruce Abramson tem uma coluna na RealClearPolitics reclamando que os conservadores deveriam se concentrar menos em conservar e resistir...

Coluna

Por: Bethânia Teixeira Mendes A posse e o porte de armas de fogo sempre foram permitidos no Brasil. O direito de acessar armas de...

Gerais

O Banco Central da China declarou hoje (24/09), ilegais todas as operações envolvendo criptomoedas sob alegação de que essas operações põe em risco a...

Gerais

O governador Romeu Zema (NOVO) anunciou hoje (24/09), através de suas redes sociais que decidiu vetar o projeto de lei 1155/2015 que estabelecia novas...

Gerais

O líder do MTST promete novos ataques com um suposto combate contra a fome e o desemprego. Guilherme Boulos (Psol), líder do Movimento dos...