Conecte conosco

Oi, o que você está procurando?

Gerais

Vacinas Pfizer e AstraZeneca ‘vencem’ variante Delta com duas doses

Via: terra Brasil

Um estudo liderado pelo Instituto Pasteur, da França, indicou que a variante Delta do coronavírus causador da Covid-19 precisa de duas doses dos imunizantes da Pfizer ou da AstraZeneca para ser contida pelo organismo de seres humanos.

Em todo país, as vendas em farmácias de ivermectina dispararam pelo seu potencial de combate ao agravamento da Covid-19.

“Não temos mais [ivermectina], porque muitos clientes vieram comprá-la”, diz Yoyon, chefe de uma associação profissional de farmacêuticos na capital que, como muitos indonésios, tem apenas um nome.

“As pessoas chegam com uma captura de tela dizendo que a ivermectina pode curar a covid”, acrescenta ele, explicando que o preço do medicamento passou de 175 mil rúpias (US$ 12) para 300 mil rúpias (US$ 21).

Iman Sjafei, cofundador da Asumsi, afirma pelo Twitter que cinco de seus parentes se recuperaram da covid com essa droga. “Talvez seja um placebo. Mas talvez seja verdade”, comenta.

Entre os que receberam somente uma dose de um desses imunizantes, 10% conseguiram neutralizar a variante, taxa que passou para 95% da amostra entre os anticorpos de indivíduos completamente imunizados.

“Uma única dose de Pfizer ou AstraZeneca foi pouco ou nada eficiente contra as variantes Beta ou Delta. Ambas as vacinas geraram uma resposta neutralizante que afetou de maneira eficiente a variante Delta somente depois da segunda dose”, escreveram os autores.

Além da variante Delta, os especialistas também fizeram testes com as cepas Alfa e Beta do coronavírus, identificadas pela primeira vez, respectivamente, no Reino Unido e na África do Sul. Segundo cientistas, que coletaram anticorpos de 162 pessoas, a variante Delta foi a cepa que mais dificultou o trabalho das células do sistema imune nos experimentos feitos em laboratório.

Primeiramente identificada na Índia, a variante Delta já foi encontrada no Brasil, mas especialistas dizem que ainda não é possível afirmar que ela esteja em ampla circulação no país.

Apesar disso, a cepa já fez vítimas fatais: uma mulher grávida, de 42 anos, que havia viajado do Japão para Apucarana, no Paraná, morreu em 18 de abril. No dia 24 de junho, o Ministério da Saúde confirmou que um homem de 54 anos, tripulante de um navio que está em quarentena na costa do Maranhão, morreu por conta da infecção.

Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Policial

Um jovem de 25 anos foi morto pelo pai durante uma confusão na casa deles, no bairro Engenho Nogueira, região da Pampulha de Belo...

Gerais

O Posto Avançado de Bombeiros de Bocaiuva foi acionado no início da noite deste domingo (14/08/2022), por volta das 18h50min, para atendimento de ocorrência...

Juiz de Fora - Minas Gerais

Jair Bolsonaro (PL), presidente da República, inicia oficialmente na terça-feira (16/08) a campanha eleitoral visando à reeleição nas eleições de outubro de 2022. O...

Policial

Um dentista morreu em confronto com a Polícia Militar (PM) após fazer a esposa refém na noite desta quinta-feira (11), no bairro Santa Cruz,...

Política

Um motorista de aplicativo de 29 anos foi assaltado e teve o carro roubado na noite dessa terça-feira (9), após atender chamado para uma...

Coluna

Vivemos no brasil tempos sombrios. Na verdade essa frase é surrupiada de um filme que provavelmente foi copiada de um livro e que foi...

futebol

A Câmara dos Deputados emitiu um comunicado na noite da última segunda-feira, 8, esclarecendo alguns pontos envolvendo a criação de um grupo para acompanhar a preparação da...

Política

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu a manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre a abertura de investigação contra o...