Conecte conosco

Oi, o que você está procurando?

Patos de Minas - Minas Gerais

Uma tragédia em 100 dias

Imagem retirada de rede social da Prefeitura.

Nos seus 100 primeiros dias de governo, o prefeito Luís Eduardo Falcão (Podemos), concedeu uma entrevista coletiva dizendo-se satisfeito com sua gestão, porém se compararmos Patos de Minas com outras cidades do mesmo porte, veremos que Patos de Minas foi um desastre no enfrentamento a COVID-19. Barbacena, Pouso Alegre e Poços de Caldas são cidades mineiras de porte semelhante a Patos de Minas, as cidades contam com cerca de 150 mil habitantes. Os dados epidemiológicos mostram que Patos de Minas tem o número de óbitos muito maior em relação a essas cidades.

Fatores como a demora em criar um comitê de enfrentamento à COVID sem a presença de médicos para planejar ações de tratamento podem ter contribuído com o auto índice de óbitos dos patenses. É importante salientar que, Patos de Minas sempre priorizou medidas extremas de isolamento social, bem como, negligenciamento do tratamento precoce. A prefeitura fechou a extensão da unidade de saúde, Upa (Unidade de Pronto Atendimento) exclusiva pra COVID e concentrou os atendimentos no HC (hospital de Campanha), o HC não tinha diretor Clinico responsável, na época o ex secretário de saúde de Minas Gerais alertou para o perigo da medida.  Hoje dia13 de abril de 2021, Patos de Minas conta com um total de 381 óbitos, Barbacena 140, Pouso Alegre 225 e Poços de Caldas 199. Os números evidenciam que Patos de Minas, mesmo com condições sanitárias semelhantes, não acompanha outras cidades no que diz respeito ao tratamento e combate do coronavirus.

No atual cenário de instabilidade econômica e estigmatização do tratamento precoce, medidas mascaradas são, no mínimo, desrespeitosas. Todas as nuances da administração patense mostram  fracasso no que diz respeito a salvar vidas. Prova disso, são os municípios de população semelhante e a quantidade de óbitos reduzidas a quase 50% em relação a Patos de Minas.

5 Comentários

5 Comments

  1. Walter

    17 de abril de 2021 em 07:20

    Essa notícia verdade é apenas um comentário pessoal de um jornalista sem nenhum conhecimento técnico na área, talvez com o único objetivo de contestar as ações da Secretaria de Saúde de Patos de Minas.

    Pelo jeito trata-se de pessoa que, como a mídia nacional, que estão querendo apenas o caos e o que é pior, não assina a Nota, talvez com o objetivo de se esconder.

    Seja mais prudente e colabore, notícias sem embalsamento só prejudicam.

  2. Carolina Tafuri

    14 de abril de 2021 em 09:08

    Bom dia. Para ter credibilidade, esta notícia deveria, no mínimo, trazer a análise de uma ou mais fontes. A avaliação feita é superficial, considera apenas números absolutos. Um redator não é “capacitado” para, por si só, fazer análise de um tema tão específico. Soa como um artigo de opinião, que, mesmo assim, não dispensa conhecimento para ser escrito. E se é artigo, deveria estar explicitado que o é. Deve-se ter muito cuidado com notícias dessa natureza. O texto “acusa” o município, gera medo e nada mais. O jornalismo requer responsabilidade, e isso faltou.

    • Thiago

      15 de abril de 2021 em 03:41

      E não é pra ter medo? A matemática é exata, e os boletins são públicos. Consulte-os e faça as contas. Agora resta saber se devemos ter medo da doença ou do atendimento que está sendo disponibilizado à população.

      • Marcelo Marques

        16 de abril de 2021 em 00:24

        O que foi “esquecido” ou por burrice ou por falta de caráter:

        – Poços de Caldas teve até hoje 7133 casos confirmados e 211 mortes. Patos teve 12.731 casos e 382 óbitos. Façam proporcional!

        – Pouso Alegre tem mais de 1000 pessoas doentes neste momento enquanto Patos tem 280. Taxa de recuperação em patos acima de 94% e Pouso Alegre 90%. O pior passou aqui e está acontecendo lá agora. Façam as contas. E depois que a onda passar por todas cidades como já passou por patos façam a conta final.

        – Barbacena não teve nem 5 mil infecções!

        – Número de idosos de cada cidade!

        Mas principalmente é só analisar TAXA DE RECUPERAÇÃO, isso sim é matemática exata feita com os dados certos. E não fazer conta “exata” feito burro sem contar que as cidades já tiveram muito menos infecções, tem mais ou menos idosos, etc. Patos está é melhor que essas cidades. Quem escreveu isso não tem 5ª série.

    • jonas

      15 de abril de 2021 em 11:43

      Isso é artigo de opinião disfarçado de noticia. Deveria, no minimo, ser assinado.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Policial

Um jovem de 25 anos foi morto pelo pai durante uma confusão na casa deles, no bairro Engenho Nogueira, região da Pampulha de Belo...

Gerais

O Posto Avançado de Bombeiros de Bocaiuva foi acionado no início da noite deste domingo (14/08/2022), por volta das 18h50min, para atendimento de ocorrência...

Juiz de Fora - Minas Gerais

Jair Bolsonaro (PL), presidente da República, inicia oficialmente na terça-feira (16/08) a campanha eleitoral visando à reeleição nas eleições de outubro de 2022. O...

Policial

Um dentista morreu em confronto com a Polícia Militar (PM) após fazer a esposa refém na noite desta quinta-feira (11), no bairro Santa Cruz,...

Política

Um motorista de aplicativo de 29 anos foi assaltado e teve o carro roubado na noite dessa terça-feira (9), após atender chamado para uma...

Coluna

Vivemos no brasil tempos sombrios. Na verdade essa frase é surrupiada de um filme que provavelmente foi copiada de um livro e que foi...

futebol

A Câmara dos Deputados emitiu um comunicado na noite da última segunda-feira, 8, esclarecendo alguns pontos envolvendo a criação de um grupo para acompanhar a preparação da...

Política

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu a manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre a abertura de investigação contra o...