Conecte conosco

Oi, o que você está procurando?

Coluna

O STF não entende as necessidades do cidadão nem a Constituição

Por Tiago Abdala

Quando pensamos no Supremo Tribunal Federal é um avanço. Esse pensamento sequer passava pela cabeça do brasileiro há alguns anos.

Hoje em dia a maioria dos brasileiros sabe o nome de, pelo menos, três dos Ministros que compõe o Tribunal. Mas será que isso mostra que a população vem se interessando pelo mundo jurídico no país?

Bom, não necessariamente.

Muito do conhecimento das pessoas em relação aos Ministros do STF se devem em razão de decisões que impactam a governabilidade da nação.

Os ministros que se fizeram famosos, o são em razão de decisões polêmicas que se enquadram mais como decisões politicas do que jurídicas.

O que se vê nos últimos anos é uma atuação politica da Suprema corte com vistas a atrapalhar e por vezes até impedir a governabilidade do País.

Alguns dos ministros do Supremo não são diferentes de Lula. Na verdade muitos deles são Lula. Apesar de não assumirem e por vezes negarem, a maioria dos ministros do Supremo tem um viés ideológico enraizado em suas decisões.

Por mais que essas decisões sejam maquiadas com argumentos técnicos jurídicos, aos olhos de quem enxerga é possível ver as intenções por detrás das decisões.

Um exemplo de quão distante os Ministros estão do anseio popular e de quão distorcida é a análise destes em relação à Constituição é o julgamento da multa aplicada ao motorista que se recusa a fazer teste do bafômetro.

Já adiantando: a corte julgou válida e constitucional a multa.

Multa esta que serve tão somente para punir o cidadão ou nas palavras do relator Luiz Fux: “é o único meio eficaz de garantir o cumprimento da norma proibitiva, sem repercussão no âmbito criminal”.

E você, estimado leitor, sabe o que isso significa?

Que por maís que no Brasil vigore o princípio da não auto incriminação, onde ninguém é obrigado a fazer prova contra si, a Suprema corte entende ser legal punir quem decide não produzir a prova que poderia lhe incriminar.

A única certeza que esse colunista tem é que só decidiram assim porque nunca correrão o risco de serem parados em uma blitz.

Do alto de seu pedestal, cercado de seguranças e transitando com motoristas particulares, um Ministro do STF nunca se sentirá tão injustiçado quanto um cidadão brasileiro.

2 Comentários

2 Comments

  1. Marcelo

    26 de maio de 2022 em 17:23

    O que esperar de um site bolsonarista ? Só textos bostonaristas…

  2. Fernanda

    26 de maio de 2022 em 13:26

    E esse colunista não sabe nem escrever um texto. Se não sabe escrever um texto nao sabe nada sobre o brasil. Esse site deveria escolher melhor seus colunistas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Gerais

Um homem que ficou revoltado por “excesso de maionese” em seu sanduíche matou uma funcionária de uma lanchonete do Subway. O homem, de 36 anos, atirou contra duas funcionárias da loja. Uma de 26 anos morreu e outra,...

Patos de Minas - Minas Gerais

O deputado federal Eduardo Bolsonaro faz um convite para Patos de Minas, confira o vídeo. O evento será  no Salão da DB, na Avenida...

Policial

O caso foi nesse sábado (25/6). De acordo com a Polícia Militar (PM), a mulher acionou os policiais afirmando que ‘havia matado seu marido...

Economia

O presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, disse hoje (27) que “o pior momento da inflação já passou”, e que, graças...

Coluna

Por Tiago Abdala Essa pergunta, que não é nova, faz parte do crescimento e desenvolvimento não só do ser humano, mas de uma sociedade...

Patos de Minas - Minas Gerais

Na próxima quinta-feira, dia 30 de junho o deputado Federal Eduardo Bolsonaro (PL), estará em Patos de Minas, Minas Gerais. O evento contará ainda...

Policial

Nesta segunda-feira (27), a Justiça acatou o recurso do Ministério Público Federal e negou a liberdade provisória dada ao homem suspeito de envolvimento no...

Gerais

Um homem biológico que se identifica como mulher derrotou duas meninas, uma de 13 anos e outra de 16 anos, e levou o primeiro...