Conecte conosco

Oi, o que você está procurando?

Gerais

Manobra da esquerda para dinheiro da cultura voltar para os globais

Foto: correio brasileiro

Partidos de esquerda estão usando o nome do falecido ator Paulo Gustavo, morto em maio deste ano vítima da covid-19, para tentar aprovar a Lei Complementar 73/2021 no Senado e liberar bilhões da Lei Rouanet.
O governo atual tem buscado meios de mudar o direcionamento dos recursos oriundos da Lei Roauanet para que contemple artistas ainda sem grande visibilidade, tal atitude parece ter desagradado grandes nomes do meio artístico, uma vez que a lei focava em grandes celebridades que, de certa forma, não necessitavam da verba oriunda da lei.
A Lei Paulo Gustavo é apresentada pelo senador Paulo Rocha (PT) juntamente com outros senadores do partido e foi elaborada pela deputada Jandira Feghali (PCdoB), um PL Complementar que pode destinar 4,3 bilhões de reais ao “setor cultural.”
O recurso é proveniente do Fundo Nacional de Cultura, que ganharia mais recursos para apoiar o setor artístico em meio a pandemia ocasionada pela COVID-19 e em vez de repassar recursos para empresas, o FNC encaminha o dinheiro diretamente a projetos culturais específicos por meio de editais. Estados e municípios poderão criar editais voltados à produção cultural e à preservação de espaços fechados em decorrência da pandemia e distribuem as verbas de maneira direta, sem intervenção de um patrocinador.
A medida, se aprovada, contará com a distribuição de recursos até o final do ano de 2022.
Baseados em uma suposta homenagem ao colega falecidos, os interessados nesta lei estão tentando liberar recursos que pertenciam a Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, que sempre esteve fomentada pelas pautas esquerdista e patrocinou muitos globais. Porém, esses recursos desta vez estariam mascarados de “lei Paulo Gustavo”.
“É para tirar o nosso poder de controlar e estabelecer critérios saudáveis para o uso da verba pública da Cultura,” afirmou o secretário nacional de incentivo e fomento à cultura, André Porciuncula, ao falar sobre a medida.

1 Comentário

1 Comentário

  1. SERGIO FELIPE D'ELIA

    5 de junho de 2021 em 02:31

    A esquerdalha não vive sem o dinheiro dos pagadores de impostos!
    Estavam acostumados ao ganho fácil e tentam de todo jeito restabelecer os privilégios!!! É cartilha do PT para calar a boca da classe artística!!!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Policial

Um jovem de 25 anos foi morto pelo pai durante uma confusão na casa deles, no bairro Engenho Nogueira, região da Pampulha de Belo...

Gerais

O Posto Avançado de Bombeiros de Bocaiuva foi acionado no início da noite deste domingo (14/08/2022), por volta das 18h50min, para atendimento de ocorrência...

Juiz de Fora - Minas Gerais

Jair Bolsonaro (PL), presidente da República, inicia oficialmente na terça-feira (16/08) a campanha eleitoral visando à reeleição nas eleições de outubro de 2022. O...

Policial

Um dentista morreu em confronto com a Polícia Militar (PM) após fazer a esposa refém na noite desta quinta-feira (11), no bairro Santa Cruz,...

Política

Um motorista de aplicativo de 29 anos foi assaltado e teve o carro roubado na noite dessa terça-feira (9), após atender chamado para uma...

Coluna

Vivemos no brasil tempos sombrios. Na verdade essa frase é surrupiada de um filme que provavelmente foi copiada de um livro e que foi...

futebol

A Câmara dos Deputados emitiu um comunicado na noite da última segunda-feira, 8, esclarecendo alguns pontos envolvendo a criação de um grupo para acompanhar a preparação da...

Política

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu a manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre a abertura de investigação contra o...