Conecte conosco

Oi, o que você está procurando?

Religião

Jesus precisou de uma pausa

A morte de João Batista abalou Nosso Senhor, que naquele dia quis ficar só, precisou de uma pausa.

Tão conhecido no evangelho é a amizade entre Jesus e João Batista. Os primos eram amigos desde o ventre. Quando Maria saudou a prima, o menino de Isabel saltou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. (Lucas 1:41). Escolhido por Deus para ser o profeta que prepararia o caminho para o Messias, João sempre foi um profundo reconhecedor do magnitude da missão de Jesus.

João tem o privilégio de batizar Jesus. O batismo de Nosso Senhor por intermédio de seu primo mostra a humildade e cuidado em serem obedientes aos mandamentos e leis da época. Reconhecem a importância um do outro, provando um respeito e uma amizade inegável.

Tempos depois, João foi perseguido e preso por Herodes ao denunciar sua infidelidade. Pouco tempo depois, morreu de forma trágica, ao ter sua cabeça cortada e servida em uma bandeja a pedido de Salomé, filha do rei. E naquele momento, após saber sobre a morte de João Batista, Jesus quis ficar só, teve a necessidade de retirar-se de cena. “Quando Jesus ficou sabendo o que tinha acontecido, saiu dali num barco e foi sozinho para um lugar onde não tinha ninguém.” (Marcos 6,30).
A vida de Jesus é um manual de vida reta. Passagens como está nos mostra o quanto o ser humano é perceptível as emoções cotidianas. Até a vida de Jesus teve perdas, lutas e o Senhor sofreu, retirou-se, calou-se. Se a vida de Jesus, poderoso, magnânimo em Glória sofreu terrenamente, nos seres humanos também estamos propensos a situações desagradáveis. Pela primeira vez na bíblia, Jesus pede para ficar sozinho. Jesus precisou de um tempo de reflexão para sepultar a sua dor. Horas depois Jesus voltou, fez milagres, curou doentes, multiplicou alimentos.

Em especial essa parte da vida de nosso Senhor vem nos mostrar o quanto precisamos viver certos momentos ainda que de dor, precisamos de pausas de reflexão. Contudo, o tempo deve ser o sufiente para alinhar novamente nossas ideias e continuar a missão divina a qual todos estamos sujeitos na terras. Jesus refletiu, sepultou sua dor. Naquela ocasião, permitiu-se ser sarado e continuar seu legado. Assim devemos ser, ancorados no exemplo de Jesus, sempre que necessário parar, para continuar a trabalhar e a viver em conformidade com a vontade de Deus.

Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Gerais

Apoiadores do Presidente Bolsonaro estão convocando uma ‘grande recepção’ para essa quinta-feira, 26/05 no aeroporto da Pampulha. A agenda do presidente ainda não foi...

Gerais

A Organização Mundial da Saúde (OMS) não acredita que o surto de varíola dos macacos fora da África exija vacinações em massa, uma vez...

Gerais

João Doria não será mais candidato à presidência da República. Diante disso, a internet não perdoa e precisou fazer um comparativo das últimas atitudes...

Gerais

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, assumiu que o partido está mantendo conversas sobre a eleição presidencial com o MDB, sigla que compõe a autointitulada “terceira...

Gerais

A Coca-Cola sabe que as tampas de seus refrigerantes acabam muitas vezes como lixo. Por isso, está tentando resolver o problema conectando a tampa...

Gerais

Chegou ao fim, neste domingo (22), o estado de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin), decretado em função da pandemia de covid-19...

Coluna

Por Tiago Abdala Quando pensamos no Supremo Tribunal Federal é um avanço. Esse pensamento sequer passava pela cabeça do brasileiro há alguns anos. Hoje...

Coluna

Por Tiago Abdala Minha editora é uma pessoa sensata. Além de ter me dado a oportunidade de colocar minhas palavras nesse sítio ela acaba...