Conecte conosco

Oi, o que você está procurando?

Coluna

Como o Movimento Feminista chegou à minha casa?

Por Marisol Gomes
Era inconcebível há alguns anos qualquer tipo de imposição, indagação ou mera pergunta sobre o momento em que teria filhos. Simplesmente, não os queria por imaginar os inúmeros desgastes na vida profissional, financeira e intelectual.

Não precisei de nenhuma militante de cabelos coloridos e sovacos cabeludos, ou até mesmo feministas que não se aparentam fisicamente, mas induzem a todo vapor seus ideais na sociedade, para me fazer pensar assim. Bastaram as referências ao sexo feminino, que absorvi em meus anos escolares, uma dose de consultas na internet e a boa falta de estudo, reflexão e a própria conversão ao Cristianismo.

“Meu corpo minhas regras” é uma hipocrisia, mas ele é muito bem vivido em cada pílula de anticoncepcional que se toma, em cada pílula do dia seguinte e até mesmo em cada DIU que é utilizado. Todos potencialmente abortivos de uma vida e muito eficazes nas perdas de nossas almas.

Vivemos em uma sociedade na qual a autofagia feminista virou lugar-comum. O desejo de cuidado foi convertido pela competição acirrada com o próximo, independentemente de quão próximo seja. É um processo de autodestruição da família que está bem debaixo do nosso nariz, quando não nos enxergamos mais em um lar. Tenho descoberto que isso é mais comum do que se possa imaginar.

O que mudou em mim? Processo de conversão, a minha volta à Igreja (daí tem muito mais História). Por mim mesma, estaria como muitas: perdida no abismo que é uma alma sem Cristo mas autoconfiante na bondade de Deus, pulando qualquer estágio de dor e abnegação.

O espaço definitivamente não é imposto pela cultura, mas é cuidadosamente reservado por Deus para que preservemos nossa feminilidade e sejamos plenas. Contudo, confesso que ainda preciso orar todos os dias para agir com coragem e conseguir fazer um trabalho digno de uma mulher de verdade.

3 Comentários

3 Comments

  1. Túlio Lacerda

    24 de fevereiro de 2021 em 16:49

    É Marisol, a grande maioria vive como se Deus não existisse e a sedução das ideias egoístas nos atrai através de uma porta bem larga, dificultando nosso questionamento. A mulher representa o aspecto feminino de Deus, e apesar da fragilidade física, é muito mais forte que o aspecto masculino. Quando o Homem Aranha disse no filme, “Quanto maior o poder, maior a responsabilidade”. Falo do poder de “mãe”. Precisamos muito das vocês.

  2. Marcos Teixeira

    24 de fevereiro de 2021 em 15:16

    Corrigindo o erro de digitação “degeneração de nosso tecido social”.

  3. Marcos Teixeira

    24 de fevereiro de 2021 em 15:14

    Texto extremamente claro e assertivo. A imposição cultural atual da autofoagia feminina como exposto pela autora é patente e causa evidentemente a degeneral de nosso tecido social. Parabenizo-a.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode gostar

Policial

Um jovem de 25 anos foi morto pelo pai durante uma confusão na casa deles, no bairro Engenho Nogueira, região da Pampulha de Belo...

Gerais

O Posto Avançado de Bombeiros de Bocaiuva foi acionado no início da noite deste domingo (14/08/2022), por volta das 18h50min, para atendimento de ocorrência...

Juiz de Fora - Minas Gerais

Jair Bolsonaro (PL), presidente da República, inicia oficialmente na terça-feira (16/08) a campanha eleitoral visando à reeleição nas eleições de outubro de 2022. O...

Policial

Um dentista morreu em confronto com a Polícia Militar (PM) após fazer a esposa refém na noite desta quinta-feira (11), no bairro Santa Cruz,...

Política

Um motorista de aplicativo de 29 anos foi assaltado e teve o carro roubado na noite dessa terça-feira (9), após atender chamado para uma...

Coluna

Vivemos no brasil tempos sombrios. Na verdade essa frase é surrupiada de um filme que provavelmente foi copiada de um livro e que foi...

futebol

A Câmara dos Deputados emitiu um comunicado na noite da última segunda-feira, 8, esclarecendo alguns pontos envolvendo a criação de um grupo para acompanhar a preparação da...

Política

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu a manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre a abertura de investigação contra o...