Conecte conosco

Oi, o que você está procurando?

Coluna

A fé que vem do deus Estado

Jonathan Haidt, psicólogo americano, no trato em relação a um conjunto de doutrinas morais e o sistema de formação moral que uma cultura adota, bem como o sistema de sentimentos morais – termos também sinônimos de uma “culinária moral” ou “paladar moral” -, verificou a existência de um subgrupo com determinadas características que apelidou de W.E.I.R.D. (Ocidental, Educado, Industrializado, Rico e Democrático, em tradução livre).

Brevemente tomarei como fonte os brilhantes artigos do teólogo brasileiro Guilherme de Carvalho, o qual melhor detalha como seriam as pessoas W.E.I.R.D., as quais defendem com unhas e dentes uma culinária moral mais reduzida, focada na felicidade pessoal, pelo que “para essas pessoas, os temas da “autoridade”, da “lealdade” e da “sacralidade” não são importantes. Valores ligados a esses temas são vistos pelos W.E.I.R.D. como ameaças à felicidade e à liberdade”.

Politicamente falando, os conservadores contrapõem esse subgrupo, valorizam esses fundamentos que o subgrupo despreza, pois veem nestes valores necessários para a integração comunitária. E, em oposição aos conservadores (leia-se direita), os progressistas (leia-se esquerda) são a maioria das pessoas do subgrupo W.E.I.R.D., os que buscam uma culinária moral mais reduzida.

Isso posto, prossigo para citar dados de uma pesquisa do instituto Pew Research Center, de 2020, envolvendo um estudo sobre a conexão entre a crença em Deus e a moralidade. No Brasil, 84% das pessoas consideram Deus essencial para ser bom. 91% das pessoas menos educadas se importa com Deus e 77% das mais educadas vê a crença em Deus como necessária. São números altos. Percebam que isso atenta contra o que defende as pessoas W.E.I.R.D., pois elas não se importam com temas como sacralidade.

Com base nos números da pesquisa do Pew Research, seria possível concluir que no Brasil a mentalidade W.E.I.R.D. não prevalece e que nosso povo tem, sim, um impulso conservador em relação ao seu pensamento. O empecilho para realmente concluir isso se encontra nas recorrentes violações a uma liberdade constitucionalmente assegurada no país, a dizer, a liberdade religiosa.

Vou me ater a citar, inicialmente, que durante a pandemia, compilado pelo Observatório da Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE), dezenas foram os casos de violações à liberdade religiosa e abuso de autoridades contra evangélicos e católicos no exercício de suas fés, nos momentos de culto, bem como em suas liturgias. Um Estado que em hipótese alguma pode interferir numa liturgia e crença, como constitucionalmente estabelecido, não pode chegar para uma igreja e ditar: agora você vai passar a servir a eucaristia/ceia da maneira que eu dito. Isso ocorreu em Santa Catarina.

Como se não bastassem violações e supressões como a citada, recentemente o Ministério Público, com apoio da OAB, iniciou investigações contra um pastor evangélico chamado Jorge Linhares, diretor de um colégio evangélico, por ter se posicionado contra a ideologia de gênero. É de se pensar, uma fé milenar, que é um dos pilares da civilização ocidental, não tem mais liberdade para proclamar o seu evangelho. É agora que você, leitor, deve relembrar do que eu disse sobre as pessoas W.E.I.R.D. e ver como elas são na prática. Vão querer revisar o livro de Gênesis, em que Deus cria o homem e a mulher? Vão querer revisar o livro de Romanos, em que se condena o homossexualismo? Pelo politicamente correto e pelas pessoas W.E.I.R.D, certamente sim.

Nos termos do título do livro do saudoso filósofo brasileiro Mário Ferreira dos Santos, vemos uma verdadeira invasão vertical dos bárbaros. Os cristãos historicamente sofrem perseguições. Meu avô foi pastor e durante parte de sua trajetória no Sul de Minas sofreu. Todavia, jamais aceitaremos agressões contra a nossa liberdade religiosa calados. Não podemos normalizar violações graves de um Estado que quer ditar como você deve participar da eucaristia/ceia ou que busca censurar a doutrina cristã.

O Estado não é, nunca foi e jamais será o senhor da Igreja.

Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar

Gerais

Via: metrópole O núcleo petista que participa da construção da candidatura de Lula à Presidência continua com dificuldades para marcar encontros com as principais lideranças evangélicas do país. O entendimento...

Gerais

Fonte: Agência Senado O Senado aprovou na última semana um projeto que autoriza, em casos de violência doméstica, a concessão de medidas cautelares de...

Montes Claros - Minas Gerais

Um grupo de manifestantes contrários ao aborto realizou em Montes Claros uma manifestação em defesa dos direitos do nascituro. O grupo percorreu as ruas...

Coluna

“Sempre fui e serei menino até morrer. Toda minha obra vive de um espanto que é exatamente a reação infantil. […] Se não fossemos...

Coluna

Um Estado omisso em relação a seus agentes de segurança pública.Todos os dias os nossos policiais são taxados como homofóbicos, racistas, torturadores, autoritários e...

Coluna

Por: Bethânia Teixeira Mendes Vivemos conectados. Hoje, tudo é feito pela internet e, por isso, inserimos dados pessoais a todo momento em todo tipo...

Coluna

Há cerca de 20 anos, professores eram verdadeiros detentores do conhecimento, pautados pela autoridade que o grau superior lhes ofereciam ou mesmo o magistério,...

Gerais

Via: el america O parlamentar conservador David Amess, que foi esfaqueado hoje enquanto servia aos cidadãos de seu eleitorado em Essex (sudeste da Inglaterra),...